Google+ Badge

sexta-feira, 13 de maio de 2011

GRATIDÃO




Agradecendo o Universo

Por Louise Hay Tenho percebido que o Universo ama a gratidão.
Assim, quanto mais agradecido você for, maiores serão os benefícios que obterá.

 
Quando digo benefícios, não me refiro apenas a objetos materiais,mas também incluo,
entre eles, todas as pessoas, lugares e experiências que tornam a vida tão maravilhosamente digna de ser vivida.

 
Você tem consciência de que está bem quando a sua vida é plena de amor e alegria, saúde e criatividade, e você encontra todos os sinais abertos para dar prosseguimento
a suas tarefas ou empreendimentos.


 
É desta maneira que nossas vidas devem ser vividas.
O Universo é um doador generoso, abundante, e que gosta de ser apreciado.

 
A gratidão põe em ação mecanismos para que se tenha mais motivos para sentir gratidão.

 
Ela aumenta a abundância da vida que você tem.
A falta de gratidão, ou as queixas, nos dão poucos motivos para que nos regozijemos.

 
Os que vivem se queixando sempre acham que têm poucas coisas boas em suas vidas ou, então, não usufruem do que têm.

 
O Universo sempre nos dá aquilo que acreditamos que merecemos.
Muitos de nós foram educados para olhar apenas para o que não têm, e sentir a falta destas coisas.

 
Somos produtos da crença na escassez e assim ficamos nos indagando por que nossas vidas são tão vazias.

 
Nós devemos ser gratos até pelas lições que recebemos.
Não fuja das aprendizagens, pois elas são pequenos pacotes que envolvem tesouros que nos foram oferecidos.

 
Na medida em que formos aprendendo com elas, nossas vidas sofrerão uma transformação para melhor.

 
Utilizemos o máximo de tempo que pudermos agradecendo, diariamente, tudo de bom que há em nossas vidas.
Se você recebe pouco agora, irá receber mais.

 
Se você já possui uma vida de abundância, está será intensificada.
É uma situação de lucro ? você está feliz, e o Universo está feliz.
A gratidão multiplica a abundância.

 

Texto: Agradecendo o Universo
De: LOUISE L. HAY
Livro: Gratidão 




Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Os Florais de Bach Ajudando a Controlar o Ciúme



Dizem que o ciúme é o tempero do amor. De fato, este sentimento está presente, ainda que temporariamente, em toda relação amorosa. Porém, se for usado em excesso pode acabar prejudicando o sabor de qualquer relacionamento, seja com um parceiro, entre pais e filhos, amigos, ou com a própria vida.

O ciúme, em desequilíbrio, é o desejo obsessivo de obter posse do que se ama de modo exclusivo. A pessoa vive com a sensação de ameaça em relação a algo ou alguém e sofre constantemente com o medo da perda. Isso traz angústia extrema e pode ter conseqüências para todas as partes envolvidas. Se isso está acontecendo com você, é bom fazer uma pausa para refletir e encontrar respostas dentro de si. 



 

Buscar o controle pleno das emoções, de forma equilibrada e harmoniosa, é um dos caminhos à paz interior e, sim, à felicidade. E para isso você pode contar com a preciosa ajuda dos Florais, que atuam sutilmente no nosso campo energético, transmutando padrões de comportamento em desequilíbrio e ajudando a despertar nosso melhor potencial.

“Apesar de uma pitada de ciúme ser, às vezes, inevitável, o mais importante é descobrir que existem vários outros ingredientes muito mais saudáveis.”
No sistema dos Florais de Bach existem duas essências básicas que tratam estados emocionais que, quando negativos, podem se manifestar em forma de atitudes ciumentas:



O floral Chicory é indicado para quem espera e exige muito dos outros, é extremamente possessiva, controladora, ama de forma egoísta e faz chantagem emocional para conseguir atenção. No fundo, há uma profunda carência afetiva e um vazio interior que traz insegurança e medo de todos os tipos de perdas. A essência vai despertar a força que há dentro de você e a capacidade do amor verdadeiro, desinteressado e livre. E mais: a compreensão de que devemos sempre respeitar a individualidade do outro.

Quando estamos nutridos e permitimos que o amor flua livremente em nosso coração já não é necessário ganhar afeição e atenção à força, pois eles virão naturalmente. Quanto mais temos para dar, mais somos capazes de receber.



O Holly é o floral que trata do princípio do amor divino na sua mais alta qualidade de energia. Esse amor tão poderoso, se não obtiver aceitação, pode se transformar no oposto: desconfiança, raiva, ressentimento, ciúme e todo tipo de negatividade. Quem manifesta esse desequilíbrio, principalmente o ciúme, isolou no coração a capacidade de gerar amor próprio. Quando encontra uma pessoa para qual o seu desejo de amor pode ser direcionado, acaba se sentindo constantemente em perigo de perder e passa a sofrer com incertezas, complexos de rejeição e reações descontroladas.

O floral vai ajudar a limpar a dor dos sentimentos ruins e despertar a compaixão, a tolerância, o perdão, a generosidade e o respeito às necessidades dos outros, que nem sempre são iguais às nossas. Holly abre o coração e nos une ao amor universal. A compreensão desse estado de plenitude é extremamente libertadora.

Apesar de uma pitada de ciúme ser, às vezes, inevitável, o mais importante é descobrir que existem vários outros ingredientes muito mais saudáveis, leves e enriquecedores que devem ser adicionados a qualquer receita de amor para fazer dos relacionamentos experiências felizes e transformadoras!



"A vida não nos exige sacrifícios inatingíveis; ela nos pede que façamos nosso caminho com alegria no coração e que sejamos uma bênção para os que nos rodeiam, de forma que, se deixarmos o mundo apenas um pouquinho melhor do que era antes da nossa visita, teremos cumprido a nossa missão."
Dr. Bach

Eduardo Anthônio

Terepeuta Floral

RioFlor: 236



 (Vivo) 21-7285-5411  / (Oi) 21- 8875-1212
Correio eletrônico: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
Reiki   Deeksha  Massagem Ayurvedica
Reflexologia Podal Tailandesa
Florais de Saint Germain
Florais de Bach
Cromoterapia
Radiestesia
TEP
EFT

Oração dos que se Dedicam a Cura do Ser

Senhor,



Fazei de mim um instrumento de tua saúde:
Onde há doença,
Que eu leve a cura;
Onde há sofrimento,
Que eu leve ajuda;
Onde há tristeza,
Que eu leve consolo;
Onde há desespero,
Que eu leve esperança;
Onde há morte,
Que eu leve aceitação e paz.

 

Permitas que eu procure:
Não tanto ser justificado,
Como consolar:
Não tanto ser obedecido,
Como compreender:
Não tanto ser estimado,
Como amar...
Porque é dando-nos
Que curamos,
É ouvindo
Que consolamos
E é morrendo
Que nascemos para a vida eterna.


Oração de São Francisco, adaptada por Charles C. Wise.



Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

“Fraternidade significa entender que um grito de dor é igual em todas as línguas, e o mesmo se aplica a um sorriso.”
( Dadi Yanki )

terça-feira, 10 de maio de 2011

Deus do Impossível - Autor Desconhecido



Uma garotinha esperta, de apenas seis anos de idade, ouviu seus pais conversando sobre seu irmãozinho mais novo. Tudo que ela sabia era que o menino estava muito doente e que estavam completamente sem dinheiro. Iriam se mudar para um apartamento num subúrbio, no próximo mês, porque seu pai não tinha recursos para pagar as contas do médico e o aluguel de onde
moravam.

Somente uma intervenção cirúrgica muito cara poderia salvar o garoto, e não havia ninguém que pudesse emprestar-lhes dinheiro. A menina ouviu seu pai dizer à sua mãe chorosa, num sussurro desesperado: “Somente um milagre poderá salvá-lo...” Ela foi ao seu quarto e puxou o vidro de gelatina de seu esconderijo, no
armário. Despejou todo o dinheiro que tinha no chão e contou-o cuidadosamente, três vezes.


O total tinha que estar exato. Não havia margem de erro. Colocou as moedas de volta no vidro, com cuidado, e fechou a tampa. Saiu devagarzinho, pela porta dos fundos, e andou cinco quarteirões até chegar à farmácia. Esperou pacientemente que o farmacêutico a visse e lhe desse atenção, mas ele estava muito ocupado no momento. Ela, então, esfregou os pés no chão para fazer barulho e... nada! Limpou a garganta com o som mais alto que pôde, mas nem assim foi notada. Por fim, pegou uma moeda e bateu no vidro da
porta.


Finalmente foi atendida! "O que você quer?“, perguntou o farmacêutico com voz aborrecida. "Estou conversando com meu irmão, que chegou de Chicago, e que não vejo há séculos!", disse ele sem esperar resposta. "Bem, eu quero lhe falar sobre meu irmão!", respondeu a menina no mesmo tom aborrecido. "Ele está realmente doente... E eu quero comprar um milagre...” "Como?", balbuciou o farmacêutico admirado. "Ele se chama Andrew, e está com alguma coisa muito ruim crescendo dentro da sua cabeça, e o papai disse que só um milagre poderá salvá-lo. E é por isso que eu estou aqui. 



Então, quanto custa um milagre?"“ Não vendemos milagres aqui, garotinha. Desculpe, mas não posso ajudá-la!", respondeu o farmacêutico, com um tom mais suave. "Escute, eu tenho o dinheiro para pagar. Se não for suficiente, conseguirei o resto. Por favor, diga-me quanto custa ?!?”, insistiu a pequena. O irmão do
farmacêutico era um homem gentil. Deu um passo à frente e perguntou à garota:“De que tipo de milagre seu irmão precisa?”"Não sei...", respondeu ela, levantando o olhar para ele. "Só sei que ele está muito mal, e a mamãe diz que precisa ser operado!! Como o papai não pode pagar, quero usar meu dinheiro..."


" Quanto você tem?", perguntou o homem de Chicago. "Um dólar e onze cents...", respondeu a menina num sussurro. “É tudo o que tenho, mas posso conseguir mais, se for preciso!”"Puxa, que coincidência!!!", sorriu o homem. "Um dólar e onze cents! Exatamente o preço de um milagre para irmãozinhos!!!" O homem pegou o dinheiro com uma mão e, dando a outra mão à menina, disse: "Leve-me até sua casa. Quero ver seu irmão e conhecer seus pais. Quero ver se tenho o tipo de milagre que você precisa.” Aquele senhor gentil era um cirurgião,
especializado em Neurocirurgia. A operação foi feita com sucesso e sem custos. 


Alguns meses depois Andrew estava em casa novamente, recuperado. A mãe e o pai comentavam, alegres, sobre a sequência dos acontecimentos ocorridos. "A cirurgia", comentou a mãe, "foi um milagre real. Gostaria de saber quanto custou!" A menina sorriu. Ela sabia exatamente quanto custa um milagre... Deus coloca os recursos certos nos lugares exatos. Para os encontrarmos basta um passo de fé, e lá estará a Resposta para aquele problema que não conseguimos resolver. 


Salmo 37.5: Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará. Não importa quão grande seja o teu problema, nosso Deus é Deus do impossível... 


Eduardo Anthônio
Terapeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skipe: eduardo.terapeuta
Celular: 21-7285-5411

Reiki, Deekisha, Massagem Ayurvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Acupuntura Auricular,
Cromoterapia,
Radiestesia,
EFT, TEP.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

SAÚDE





A saúde é assim como a posição de uma residência que denuncia as condições do morador, ou de um instrumento que reproduz em si o zelo ou a desídia das mãos que o manejam.
A falta cometida opera em nossa mente um estado de perturbação, ao qual não se reúnem simplesmente as forças desvairadas de nosso arrependimento, mas também as ondas de pesar e acusação da vítima e de quantos se lhe associam ao sentimento, ins­taurando desarmonias de vastas proporções nos centros da alma, a percutirem sobre a nossa própria instrumentação.

Semelhante descontrole apresenta graus diferentes, provocando lesões funcionais di­versas.
A cólera e o desespero, a crueldade e a intemperança criam zonas mórbidas de na­tureza particular no cosmo orgânico, impon­do às células a distonia pela qual se anulam quase todos os recursos de defesa, abrin­do-se leira fértil à cultura de micróbios pa­togênicos nos órgãos menos habilitados à resistência.

É assim que, muitas vezes, a tuberculo­se e o câncer, a lepra e a ulceração apare­cem como fenômenos secundários, residindo a causa primária no desequilíbrio dos refle­xos da vida interior.

Todos os sintomas mentais depressivos influenciam as células em estado de mitose, estabelecendo fatores de desagregação.

Por outro lado, importa reconhecer que o relaxamento da nutrição constrange o corpo a pesados tributos de sofrimento.
Enquanto encarnados, é natural que as vidas infinitesimais que nos Constituem o veículo de existência retratem as substâncias que ingerimos. Nesse trabalho de permuta constante adquirimos imensa quantidade de bactérias patogênicas que, em se instalando comodamente no mundo celular, podem de­terminar moléstias infecciosas de variegados caracteres, compelindonos a recolher, assim, de volta, os resultados de nossa imprevi­dencia.
Mas não é somente aí, no domínio das causas visíveis, que se originam os proces­sos patológícos multiformes.
Nossas emoções doentias mais profun­das, quaisquer que sejam, geram estados enfermiços.

Os reflexos dos sentimentos menos dig­nos que alimentamos voltam-se sobre nós mesmos, depois de convertidos em ondas mentais, tumultuando o serviço das células nervosas que, instaladas na pele, nas vísce­ras, na medula e no tronco cerebral, desem­penham as mais avançadas funções técnicas; acentue-se, ainda, que esses reflexos menos felizes, em se derramando sobre o córtex encefálico, produzem alucinações que podem variar da fobia oculta à loucura manifesta, pelas quais os reflexos daqueles companhei­ros encarnados ou desencarnados, que se nos conjugam ao modo de proceder e de ser, nos atingem com sugestões destruidoras, di­retas ou indiretas, conduzindo-nos a deplorá­veis fenômenos de alienação mental, na obsessão comum, ainda mesmo quando no jogo das aparências possamos aparecer como pessoas espiritualmente sadias.

Não nos esqueçamos, assim, de que apenas o sentimento reto pode esboçar o reto pensamento, sem os quais a alma adoe­ce pela carência de equilíbrio interior, im­primindo no aparelho somático os desvarios e as perturbações que lhe são consequentes.

Emannuel    XV CAPÍTULO DO LIVRO: PENSAMENTO E VIDA





Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

DECRETO DO PERDÃO


Decreto do perdão (1)

EU SOU a lei do perdão e a chama consumidora de todo erro que cometi
Decreto do perdão (2)
EU SOU o perdão a atuar aqui
Todas as dúvidas e medos expulsando
Libertando os homens para sempre
Com asas de cósmica vitória
Com pleno poder eu invoco o perdão a toda hora
A toda vida e em qualquer parte
Eu inundo com a graça do perdão
Invocação à Chama da Misericórdia
Chama Violeta, misericórdia profunda
Desce às almas que contigo estão
Limpa, clareia, liberta a todos
Na misericórdia da vossa ascensão
Invocação do perdão e da misericórdia individual
Bem-amada Presença EU SOU em mim
Bem-amados Mestres Jesus, Saint Germain e Kwan Yin
Com o meu completo arrependimento
Aceitem do mais profundo do meu coração
O verdadeiro perdão libertador
Eu entrego agora ao meu Santo Cristo Pessoal
Toda a minha ingratidão
As condições por mim impostas a (nome da pessoa)
As condições por ele(a) impostas à minha pessoa
As condições por nós impostas a terceiros
Que não estejam de acordo com a lei pura de Deus
Eu peço a transmutação pela misericórdia da Chama Violeta
(repetir 7 vezes durante 7 dias)

Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

O PERDÃO MELHORA O NOSSO DESTINO

Masaharu Taniguchi: Ensimantos do Perdão



Se compreendermos que as pessoas boas ou más que aparecem em nossas vidas são atraídas pelo tipo de onda mental que irradiamos, entenderemos que não existem injustiçados. As leis mentais garantem a “atração dos semelhantes”, ou seja, conhecemos somente aqueles que possuem o mesmo padrão de subconsciente que o nosso. Portanto, julgarmos as pessoas significa julgarmos nosso próprio subconsciente: a mente que pensa em ser ladrão, que teme ladrão, que o tem sempre em foco, atrai ladrão; a mente que pensa em oferecer amor, benefícios, ajuda, atrai benfeitor.
Se temermos ladrões e assaltos, estaremos emanando esse tipo de onda mental do ladrão, pois a lei da mente não escolhe bem ou mal: ela atrai aquilo que nós próprios irradiamos.
O conhecimento deste mecanismo de ação da mente faz com que conheçamos também o motivo pelo qual o perdão é tão recomendado na maioria dos ensinamentos. O perdão melhora o nosso destino: elimina de nosso subconsciente os sentimentos negativos de mágoas e ressentimentos, evitando que ali permaneçam ocultos atraindo “coisas semelhantes” em nosso destino.
Há pessoas que se dizem incapazes de perdoar. Julgam que estarão ganhando alguma coisa com esse “amor-próprio”, mas é justamente o contrário. Por conservarem no subconsciente aquela negatividade tão fortemente arraigada, passam a vida toda colhendo frutos da mesma espécie. Se souberem que o “mal” feito pelos “outros” foi, na verdade, atraído por elas próprias, facilmente deixarão de culpá-los e se dedicarão a trabalhar efetivamente para purificar o subconsciente e torná-lo mais amoroso e positivo.
Perdoar significa desanuviar nosso subconsciente. O perdão pode ser praticado em secreto, pois atua para nós e dentro de nós. Muitos puderam comprovar a cura de doenças crônicas
simplesmente após sentirem internamente o alívio produzido pela sincera prática incondicional do perdão.

MENTALIZAÇÃO PARA PERDOAR
“Neste instante, eu perdôo plenamente a todos os meus parentes e pessoas com quem tive desentendimentos no passado. Perdôo a mim mesmo por ter guardado sentimentos negativos a respeito deles. Que sejam livres! Que sejam felizes! Sempre que surgir algum deles em minha mente, afirmarei decididamente: JÁ O DEIXEI LIVRE; SEJA FELIZ! Meu subconsciente está purificado e cheio de amor. Atraio somente coisas boas.” (*Obs: mentalizar várias vezes, diariamente, até sentir o alívio interno que comprove o final deste tratamento mental)
Pontos a serem observados:
1. Melhoramos nosso destino através da saturação de nosso subconsciente com idéias positivas e eliminação das negativas.
2. Para eliminarmos o negativismo do subconsciente, podemos fazer uso do perdão. Com ele, muito negativismo oculto vem à tona e é eliminado.
3. Perdoar não significa “passar por cima do mal que nos fizeram”. Significa eliminar do subconsciente a semente negativa ali retida, por causa do nosso desconhecimento das leis mentais.
4. O perdão é entendido quando aprendemos que nossas ondas mentais traçam o nosso destino e que jamais sofremos injustiças causadas pelos outros.
5. Atraímos o bem ou o mal segundo o nosso padrão mental. A prática sincera e consciente do perdão eleva este padrão e faz com que o nosso destino se torne cada vez melhor.


Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

ENTENDIMENTO


X CAPÍTULO DO LIVRO: PENSAMENTO E VIDA



O cultivador do campo não prescinde do arado com que sulcará o corpo da gleba.
O estatuário recorrerá ao buril para afeiçoar o mármore à idéia criadora que lhe inflama a cabeça.
A criatura interessada na produção de reflexos mentais protetores de sua senda não dispensará o entendimento por alicerce do trabalho renovador.
Entendimento que simbolize fraternida­de operante.

Simpatia que se converta em fulcro de força atrativa, exteriorizando-nos a melhor parte, para que a melhor parte dos outros se exteriorize ao nosso encontro.
Todos somos compulsoriamente envolvi­dos na onda mental que emitimos de nós, em regime de circuito natural.

Categorizamo-nos bons ou maus, con­forme o uso de nossos sentimentos e pensa­mentos, que, no fundo, constituem cargas de energia eletromagnética, com as quais feri­mos ou acalentamos, ajudamos ou prejudica­mos, vitalizamos ou destruimos, e que vol­tam, invariavelmente, a nós mesmos, impreg­nadas dos recursos felizes ou infelizes com que lhes marcamos a rota.

Quando coléricos e irritadiços, agressi­vos e ásperos para com os outros, criamos por atividade reflexa o desalento e a intem­perança, a crueldade e a secura para nós mesmos, e, quando generosos e compreensi­vos, prestimosos e úteis para com aqueles que nos cercam, criamos, conseqüentemen­te, a alegria e a tranqüilidade, a segurança e o bom ânimo para nós próprios.
Responde-nos a vida em todas as coisas e em todas as criaturas, segundo a natureza de nosso chamamento.

Até o ingresso na Consciência Cósmica, todos os seres se distinguem pela face de luz com que se alteiam para os cimos da evolu­ção e pela face de sombra pela qual ainda sofrem a influência da retaguarda.
A própria posição vulgar do homem na Terra vale por símbolo dessa condição espe­cífica. Por cima o fulgor pleno do Sol, por baixo a escuridade do abismo.
Todos recolhemos do Pai Celeste os es­timulos ao futuro e todos padecemos os re­flexos do passado a se nos projetarem sobre a existência.
Desatando, assim, as algemas do mal que nós mesmos forjamos em detrimento de nossas almas, há que buscar o bem, senti-lo, mentalizá-lo e plasmá-lo com todos os po­tenciais de realização ao nosso alcance.
Para começar, precisaremos separar o criminoso da criminalidade, como o lavrador que estabelece diferença entre o verme e a plantação, para abolir o domínio do primei­ro e enriquecer a utilidade da segunda. E assim como o trabalhador rural extingue a praga, salvando a lavoura, é necessário que o nosso entendimento improvise meios de auxiliar o companheiro que caiu sob o guan­te da delinqüência, sem alentá-la.
Apequenar-se para ajudar, sem perder altura, é assegurar a melhoria de todos, acen­tuando a própria sublimação.
Entretanto, só o culto infatigável do entendimento pode garantir-nos o equilíbrio indispensável no serviço de autoburilamento em que devemos empenhar os nossos melho­res sonhos, de vez que apenas o amor puro é capaz de criar em nossa mente a energia da luz divina, a expandir-se de nós em re­flexos de protetora renovação.
                                                                                                                 EMMANUEL



Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

“Fraternidade significa entender que um grito de dor é igual em todas as línguas, e o mesmo se aplica a um sorriso.”
( Dadi Yanki )

SUGESTÃO


 IX CAPÍTULO DO LIVRO: PENSAMENTO E VIDA

          Comenta-se o fenômeno da sugestão mental, qual se fora privativo de gabinetes magnéticos específicos, mobilizando-se hip­notizadores e hipnotizados, à conta de tau­maturgos.
          Grasset, o eminente neurologista da es­cola de Montpellier, chega a classificar as sugestões em duas categorias: — as intra-hipnóticas, que se efetuam no curso do sono provocado, e as pós-hipnóticas, que se rea­lizam além do despertar.
Entretanto, a sugestão é acontecimento de toda hora, na vida de todos os seres, com base na reflexão mental permanente.
Dela se apropriou com mais empenho a magia, que, significando o governo das forças ocultas, tem sido, antes de tudo, o clima de todas as cerimônias religiosas na Terra, cerimônias essas em que se conjugam as forças de poderosas mentes encarnadas e desencarnadas, gerando sucessos que im­pressionam a mente popular, disciplinando-lhe os impulsos.

Força mental pura e simples, carreando a idéia por imagem viva, a sugestão, como a eletricidade, o explosivo, o vapor e a de­sintegração atômica, não é boa nem má, de­pendendo os seus efeitos da aplicação que se lhe confere. Temo-la, assim, não apenas no altar da oração e nos simbolos sagrados do serviço religioso, aconselhando a virtude e o progresso ao coração do povo, mas tam­bém nos espetáculos deprimentes dos ritos bárbaros e na demagogia de arrastamento,
ressumando o psiquismo inferior que inspira a licenciosidade e a rebelião.

Nossas emoções, pensamentos e atos são elementos dinâmicos de indução.
Todos exteriorizamos a energia mental, configurando as formas sutis com que in­fluenciamos o próximo, e todos somos afe­tados por essas mesmas formas, nascidas nos cérebros alheios.
Cada atitude de nossa existência pola­riza forças naqueles que se nos afinam com o modo de ser, impelindo-os à imitação cons­ciente ou inconsciente.
É que o princípio de repercussão nos comanda a atividade em todos os passos da vida.
A escola é um lar de iniciação para as almas que começam as lides do burilamen­to intelectual, constituindo, simultaneamente, um centro de reflexos condicionados para milhões de espíritos que reencarnam para readquirir pelo alfabeto o trabalho das pró­prias conquistas na esfera da inteligência.
Com o auxílio dos múltiplos instrutores que nos guiam da cátedra e da tribuna, pelo livro e pela imprensa, retomamos no mundo a nossa realidade psíquica, determinada pela soma de nossas aquisições emocionais e culturais no passado, com a possibilidade de mais ampla educação da vontade para o de­vido ajustamento à Vida Superior.
Somos hoje, deste modo, herdeiros po­sitivos dos reflexos de nossas experiências de ontem, com recursos de alterar-lhes a di­reção para a verdadeira felicidade.
Auxiliando a outrem, sugerimos o auxi­lio em nosso favor. Suportando com humil­dade as vicissitudes da senda regenerativa, instilamos paciência e solidariedade, para co­nosco, em todos aqueles que nos rodeiam.
Ajudando, ajudamo-nos.
Desservindo, desservimo-nos.
Por intermédio da sugestão espontânea, plantamos os reflexos de nossa individuali­dade, colhendo-lhes os efeitos nas individua­lidades alheias, como semeamos e obtemos no mundo o cânhamo e o trigo, a cenoura e a batata.
Somos, assim, responsáveis pela nossa ligação com as forças construtivas do bem ou com as forças perturbadoras do mal.                                                             EMMANUEL

Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.

terça-feira, 3 de maio de 2011

ASSOCIAÇÃO

VIII Capítulo do Livro: Pensamento e Vida

          Se o homem pudesse contemplar com os próprios olhos as correntes de pensamento, reconheceria, de pronto, que todos vivemos em regime de comunhão, segundo os princí­pios da afinidade.
          A associação mora em todas as coisas, preside a todos os acontecimentos e coman­da a existência de todos os seres.
          Demócrito, o sábio grego que viveu na Terra muito antes do Cristo, assevera que “os átomos, invisíveis ao olhar humano, agrupam-se à feição dos pombos, à cata de comida, formando assim os corpos que co­nhecemos”.
Começamos agora a penetrar a essência do microcosmo e, de alguma sorte, podemos simbolizar, por enquanto, no átomo entregue à nossa perquirição, um sistema solar em miniatura, no qual o núcleo desempenha a função de centro vital e os eletrons a de pla­netas em movimento gravitativo.
No plano da Vida Maior, vemos os sóis carregando os mundos na imensidade, em virtude da interação eletromagnética das forças universais.
Assim também na vida comum, a alma entra em ressonância com as correntes men­tais em que respiram as almas que se lhe assemelham.
Assimilamos os pensamentos daqueles que pensam como pensamos.

É que sentindo, mentalizando, falando ou agindo, sintonizamo-nos com as emoções e idéias de todas as pessoas, encarnadas ou desencarnadas, da nossa faixa de simpatia.
Estamos invariavelmente atraindo ou re­pelindo recursos mentais que se agregam aos nossos, fortificando-nos para o bem ou para O mal, segundo a direção que esco­lhemos.
Em qualquer providência e em qualquer Opinião, somos sempre a soma de muitos.
Expressamos milhares de criaturas e mi­lhares de criaturas nos expressam.
O desejo é a alavanca de fosso senti­mento, gerando a energia que consumimos, segundo a nossa vontade.
Quando nos detemos nos defeitos e fal­tas dos Outros, o espelho de nossa mente reflete-os, de imediato, como que absorven do as imagens deprimentes de que se cons­tituem, Pondo-se nossa imaginação a dige­rir essa espécie de alimento, que mais tarde se incorpora aos tecidos Sutis de nossa alma. Com o decurso do tempo nossa alma não raro passa a exprimir, pelo seu veículo de manifestação o que assimilara fazendoo seja pelo corpo carnal, entre os homens, seja pelo corpo espiritual de que nos servimos, depois da morte.
É por esta razão que geralmente os cen­sores do procedimento alheio acabam praticando as mesmas ações que condenam no próximo, porqüanto, interessados em descer às minúcias do mal, absorvem-lhe incons­cientemente as emanações, surpreendendo-se, um dia, dominados pelas forças que o representam.
Toda a brecha de sombra em nossa per­sonalidade retrata a sombra maior.
Qual o pequenino foco infeccioso que, abandonado a si mesmo, pode converter-se dentro de algumas horas no bolo pestífero de imensas proporções, a maledicência pode precipitar-nos no vício, tanto quanto a có­lera sistemática nos arrasta, muita vez, aos labirintos da loucura ou às trevas do crime.
Pensando, conversando ou trabalhando, a força de nossas idéias, palavras e atos alcança, de momento, um potencial tantas vezes maior quantas sejam as pessoas encar­nadas ou não que concordem conosco, po­tencial esse que tende a aumentar indefini­damente, impondo-nos, de retorno, as conse­qüências de nossas próprias iniciativas.

Estejamos, assim, procurando incessan temente o bem, ajudando, aprendendo, ser­vindo, desculpando e amando, porque, nessa atitude, retletiremos os cultivadores da luz, resolvendo, com segurança o nosso proble­ma de companhia.


  Emmanuel



Eduardo Anthônio
Terepeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br
Skype: eduardo.terapeuta
21- 7285-5411

Reiki, Deeksha, Massagem Ayuvedica,
Reflexologia Podal Tailandesa,
Cromoterapia, Radiestesia,
Acupuntura Auricular,
Florais de Bach,
EFT, TEP.