Google+ Badge

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

HOMENAGEM A UMA JOVEM ESCOTEIRA ISABELLE VIANNA

A jovem Isabelle Vianna monitora e Guia do 11º. Grupo de Escoteiros Siqueira Campos no Rio de Janeiro, em resposta a um jovem que chamou os escoteiros de massoquistas...

Quando recebi esse texto ontem, eu não consegui lê-lo sem chorar, pois quando jovem também fui escoteiro e pude recordar essa importante fase da minha vida, justamente no Siqueir Campos.   Na verdade não vim falr sobre a minha vida como escoteiro, o que chamo a atenção é a importância do Movimento Escoteiro, que considero o maior projeto pedagógico do mundo.

Essa jovem demosntrou a coragem e a paixão pelo Movimento Escoteiro.  Parabéns Isabelle!!!

 





Óbvio que o escotismo é masoquista...


Um bando de jovens loucos, que gostam de sofrer e passam seus fins de semana no meio do mato, passando frio, calor, cansaço, fome, tomam banho gelado no rio ou na cachoeira ao invés de estarem debaixo do chuveiro quentinho... Dormem em bivaques, e barracas ao invés de estarem em sua cama macia. Comem sabe-se lá o que, eles próprios fazem sua comida em fogueiras, ou até em um buraco no chão. Os tais "escoteiros" têm que conviver com os animais da natureza e respeitá-los. Afinal, o QUE SE PASSA NA CABEÇA DE UMA PESSOA PARA SER ESCOTEIRO? Este é o movimento mais esdrúxulo já inventado, certo? ERRADO! ¬¬ ' Escotismo é MUITO MAIS do que isso, e todas estas adversidades fazem parte da nossa diversão. Porque enquanto estamos no meio do mato, (como dizem), nós aprendemos a conviver com a natureza e viver em harmonia com ela. Aprendemos a amar tudo que Deus nos deu. 


Passar frio não é nada... O calor da amizade que há entre os escoteiros é capaz de aquecer qualquer frio, é capaz de curar qualquer dor. Quando uma patrulha está junta e até quando não está, somos todos um só coração. Você vive por seu elemento, e ele vive por você. As barracas ou bivaques desconfortáveis, para nós, são como o maior hotel cinco estrelas já visto, e se pudéssemos, o colocaríamos no livro dos recordes... POR QUÊ? Porque, quando você olha tudo aquilo e pensa: “FUI EU QUE CONSTRUÍ!”, passei o dia todo ralando, mas “EU CONSEGUI". Esse pensamento é mais gratificante do que qualquer outro incômodo que passa por despercebido. O que vale não é o esforço que fazemos, nem o chamado "sacrifício"... O que vale é a amizade que nos une, é o sentimento de proteção e alento. É aquela sensação incrível que você sente sempre que volta de uma jornada ou acampamento...

Você esta quebrado, cheio de dor na perna, coluna etc. Morrendo de fome. Suado, machucado, esfolado e ralado... Mas a sensação de satisfação que te domina torna tudo quase imperceptível. Aquela sensação de gratidão por ter a honra de fazer parte de um movimento tão maravilhoso... Aí você toma seu banho, e vai jantar. Come feito um boi. E enquanto está comendo, começa a rir, pois se lembra do momento que você estava acendendo a fogueira para fazer seu peixe, e queimou a mão na panela. E você ri. Depois você vai deitar, e assim que deita é como se ainda sentisse o cheiro de mato do campo em que você acampou... O barulho da cachoeira, ou simplesmente o ruído inconfundivelmente delicioso da natureza se manifestando tão bela. Então você sente seu colchão macio, seu cobertor quente, e começa a lembrar do frio que você passou na noite anterior, como o chão estava duro, principalmente porque você sempre é premiado de dormir ou em cima do buraco ou em cima de uma pedra. Mas lembra também que quando você estava com frio, seu amigo o cobriu com seu cobertor minúsculo que mal dava para se cobrir... Mas ele não ia te deixar passar frio.

E quando você comentou que o chão estava duro ele disse: "relaxa, dorme que passa!" E vocês riram, comentaram um pouco do dia que passou e depois dormiram. Então no outro dia você acorda, se apronta pra ir trabalhar ou pra ir ao colégio, e sente uma falta imensa da manhã anterior, onde você saiu da barraca ou do bivaque às 5 da manhã, e ficou com seus amigos aguardando o espetáculo do sol nascendo, em volta da fogueira que vocês acenderam pra esquentar o frio, ou apenas observando os últimos suspiros das labaredas do fogo de conselho. E sua vida vai continuar passando, você vai seguir sua rotina, mas sempre reza pra chegar logo o sábado ou o domingo pra você ir pra sua atividade escoteira, e encontrar seus irmãos escoteiros. E você vai percebendo o quanto isso é gratificante, o quanto isso te torna mais forte, menos vulnerável. O escotismo, para muitos, pode parecer uma loucura, mas para nós, que estamos aqui dentro, vivendo cada momento, cada lágrima e cada alegria, isso pode ser resumido à VIDA. Sim! A vida que renasce dentro de cada um a cada atividade. Nem milhões de palavras efêmeras conseguiriam sozinhas, definir o que você sente quando toca a canção da despedida. Nem todos os tambores do mundo poderiam reproduzir as batidas do seu coração quando faz a sua promessa, ou quando está no fogo de conselho refletindo o legado que B.P nos deixou.

Ser escoteiro é muito mais que usar o uniforme dito por todos "ridículo"; Ser escoteiro é muito mais que ajudar velhinhas a atravessar na rua e vender biscoitos de porta em porta; Ser escoteiro é renascer a cada dia através de um novo aprendizado. Ser escoteiro não tem explicação. Só estando aqui dentro, para saber o que nós vivemos o que nós sentimos. É esperar o inesperado, e saber lidar com isso. Ser escoteiro é força, é garra, é raça. Escotismo não se explica se vive. Acima do frio, acima da fome, acima da sede, existe um laço chamado AMIZADE, e isso vale mais do que qualquer outra coisa. É, meu amigo, serei escoteiro, ATÉ O FIM! 
Rua Professor Oscar Clarck, 237 – Brás de Pina , Rio de Janeiro - RJ - Brasil CEP: 21235-710.
Telefones:  9883-6255 (Chefe Regina)     /   8178-4294 (Chefe Rickson)  /  3341-1911 (Chefe Cristina).


sexta-feira, 12 de novembro de 2010

MILHO DE PIPOCA



Milho de pipoca que não passa pelo fogo
continua a ser milho para sempre.
Assim acontece com a gente.
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito a vida inteira.
São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa.
só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.
Mas, de repente, vem o fogo
o fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui, com isso, a possibilidade da grande transformação também.
 
imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente pensa que sua hora chegou: vai morrer
Dentro de sua casca dura fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.
Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela.
A pipoca não imagina aquilo que ela é capaz.


Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: bum!
e ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.


Bem, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar.
São como aquelas pessoas, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.
Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.
A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. no entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira.

DEUS é o fogo que amacia nosso coração, tirando o que nele há de melhor.
acredite que para extrairmos o melhor de dentro de nós temos que, passar pelas provas de Deus.

Talvez hoje você não entenda o motivo de estar passando por algumas dificuldades,
mas tenho certeza que quanto mais quente o fogo, mais rápido a pipoca estoura.


 "Dficuldades são oportunidades..."

 Eduardo Anthônio
Terapeuta Holístico
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br

Cel. 21-7285-5411
SKYpe: eduardo.terapeuta

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

DEEKSHA O DESPERTAR DA UNIDADE

A vida é regida por duas necessidades fundamentais: A necessidade de amar e a de ser amado; Se descobrir o amor, saberá exatamente como viver.” (Sri AmmaBhagavan)


A Deeksha é a energia Divina inteligente que ativa vários centros no cérebro, despertando o buscador para as incontáveis percepções da realidade.




As experiências são diretamente proporcionais ao número de seres humanos. O esplendor da consciência é infinito, afirma Sri Bhagavan.



Imagine um palacete enorme, com incontáveis portas; cada uma revelando uma visão única, absolutamente diferente de qualquer outra. A natureza da consciência é assim. Existem vários portais para a consciência, e cada um revela uma faceta diferente da realidade para o buscador.








A PORTA PARA A SERENIDADE

A Deeksha coloca você em um estado de serenidade, onde você está em paz consigo mesmo e com o mundo a seu redor. O mundo externo não mais interfere em sua paz interna. A luta contra a vida chega ao fim.


BEM AVENTURANÇA
A Deeksha pode também abrir o portal da bem-aventurança, onde cada experiência sensorial ou experiência na consciência se transforma em júbilo.


EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA
A Deeksha pode conduzi-la(o) pelo portal da compaixão, onde sua consciência se expande para além do corpo físico, englobando tudo a sua volta. Você começa a experienciar o prazer e a dor de todos os seres dentro de você.





EXPERENCIANDO A REALIDADE SEM A INTERFERÊNCIA DA MENTE




TESTEMUNHA
A Deeksha coloca você em uma “posição de testemunha”, onde você não é mais a/o “participante”, mas sim o/a “observador(a)” de todas as experiências da vida. Não existe você passando pelas experiências da vida. As experiências existem por si só.




VISITANDO OUTROS MUNDOS
A consciência não é limitada pela moldura chamada corpo. Ela existe além do tempo e espaço.


A Deeksha abre esta porta, onde você experiencia, simultaneamente, mais de uma realidade. Ela muda seu centro de percepção.

Você se torna consciente de outras dimensões, sem necessariamente embotar seus sentidos ou se tornar inoperante.
PERCEBENDO A REALIDADE COMO UM SONHO
Um famoso mestre chinês iluminado uma vez afirmou: - “Não sei se sou uma borboleta que sonha ser um humano ou se sou um humano sonhando ser uma borboleta”.

Muitas vezes nos perguntamos se nossos sonhos não são reais. Assim como os sonhos são ilusórios, também para o iluminado a realidade parece um sonho.


Quando a Deeksha abre esta porta, você percebe tudo como um sonho na consciência.


REALIZAÇÃO DE DEUS


Você se encontra face-a-face com Deus.





O poder da Bênção da Unidade é potencialmente muito maior do que os seus efeitos nos indivíduos. A Bênção pode precipitar uma mudança em direção ao um estado de consciência completamente diferente, onde o senso do Eu como uma entidade separada se dissolve." (Arjuna Ardagh, Awakening into Oneness)








A Deeksha ou Benção da Unidade é uma energia voltada para o despertar ou desenvolvimento da nossa consciência.



A intenção da energia é nos recolocar em contato com o senso de Unidade - do qual estamos supostamente distanciados por uma ilusão de separação provocada, dentre outras causas, pela forma como viemos e crescemos no mundo, pelo surgimento do ego e personalidade, e suportada pela maneira como nosso cérebro funciona.



A Deeksha é transmitida com uma breve imposição de mãos sobre a cabeça, que dura 1 minuto ou pouco mais.




Eduardo Anthônio
Deeksha Giver - Doador da Benção
21-7285-5411 /  21-8875-1212
Skype: eduardo.terapeuta
e-mail:reiki_edu@yahoo.com

Uma pessoa feliz cria um mundo feliz à sua volta.


                                                                                                                            Sri Amma-Bhagavan












































quarta-feira, 3 de novembro de 2010

MOOLA MANTRA UMA BENÇÃO DIVINA

O Moola Mantra é uma benção Divina . Você não precisa ser devoto de Sri Amma e Sri Bhagavan para receber esta Graça, mas você precisa invocá-la com o coração.



A benção Divina do Moola Mantra é para todos aqueles que estão buscando o fim do sofrimento e que aspiram atingir um estado elevado de consciência ou iluminação. O Moola Mantra contém a natureza de Deus e da criação.





 Ouça:









MOOLA MANTRA

Aum Sat-Chit Ananda Parabrahma,

Purushotama, Paramatma,

Sri Bhagavathi Sametha,

Sri Bhagavathe Namaha

Aum/Om – Som original do Universo

Sat – Existência

Chit - Consciência

Ananda – Benção

Parabrahma –O maior de todos, Deus, O-sem-forma, Aquele que está além do espaço e do tempo

Purushotama – O Deus manifestado (Jesus, Buddha, Kalki)

Paramatma – O Divino em nosso coração

Sri – Palavra que designa tratamento cerimonioso a uma alta consciência

Bhagavathi – O aspecto feminino do Divino

Sametha – Em conexão com

Bhagavethe – O aspecto masculino do Divino

Namaha – Eu me entrego, reverencio tudo isto



Eduardo Anthônio
Deeksha Giver
cel: 21-7285-5411
Skype: eduardo.terpaeuta