Google+ Badge

terça-feira, 12 de maio de 2009

TENSÃO PRE MENSTRUAL E A TERAPIA FLORAL







O período pré-menstrual e o próprio período menstrual revelam a verdadeira situação emocional da mulher. Mullheres emocionalmente mais estáveis e sexualmente mais realizadas apresentam menor incidência de dor. Em contrapartida, mulheres mais reprimidas sexualmente, infelizes consigo mesmas ou com o parceiro, tendem a apresentar TPM, dores e desconfortos mais intensos, nesse período.


Grande parte das mulheres sofre de TPM e cólicas menstruais e não sabe mais o que fazer para resolver a questão. Como a terapia floral pode auxiliar nesse processo?


Se há dor e desconforto é porque o fluxo de energia do corpo está, de alguma forma, em desequilíbrio. As essências florais auxiliam na recarga energética desses pontos onde há defasagem de energia, como se fosse uma transfusão energética, com a vantagem de ser um processo natural, sem contra-indicações e que, acima de tudo, promove saúde e bem estar.


Há florais específicos para esses sintomas tão freqüente entre as mulheres?


É preciso lembrar que os florais vão tratar a causa do problema e não apenas os sintomas. Não há uma fórmula floral padrão para todas as mulheres. Cabe ao terapeuta floral descobrir quais fatores estão desencadeando esses sintomas. Uma vez descoberta e tratada a causa do problema, o sintoma desaparece. No consultório, preparo uma combinação de essências florais, respeitando o histórico de cada mulher. Na terapia floral, há que se considerar o modo como cada pessoa reage a determinado problema, mais do que o problema em si. Uma cólica menstrual intensa pode ser tanto fruto de uma rejeição de feminilidade, como também de um processo de culpa ou aversão ao sexo, ou ainda, uma nefasta conseqüência de tensão, nervosismo ou frustração acumulados. Como pode se ver nesse exemplo, apesar do sintoma ser o mesmo, as causas são muito diferentes entre si.
Há diversos sistemas florais, tais como: Florais de Bach, Florais do Buch da Austrália, Florais de Minas, Florais de Saint Germain e outros.
Através de uma longa entrevista e utilizar a radiestesia indicarei o melhor sistema floral, para aquela mulher especificamente e até mesmos outras terapias tais como: REIKI, Cromoterapia, Massagem Ayurvédica (massagem indiana), Reflexologia Podal Tailandesa, Acupuntura Auricular.




O tratamento com florais tem mostrado resultados satisfatórios ou bons, obtidos por obra de uma terapia suave e natural que, cuidando do equilíbrio emocional e espiritual das pessoas, ajuda o organismo a se curar, prevenindo doenças, resgatando a auto-estima e despertando potencialidades adormecidas. Abre o caminho para o autoconhecimento, liberando aos poucos a mente, ampliando a consciência, rearmonizando emoções e dissolvendo conflitos internos.


Que tipo de TPM você pratica?


Bruxa


Alterações bruscas de humor, ansiedade, nervosismo, irritabilidade, lentidão mental, abatimento, apatia, insônia, vertigem e depressão, dor de cabeça forte; os sintomas apontam alto nível de estrogênio e baixa progesterona

Monstra


Aumento de peso, flatulência, inchaço abdominal, edema no rosto, nas mãos e nos pés, muitasensibilidade nos seios; indica excesso de sal no organismo com retenção de líquido e possível elevação de aldosterona, hormônio das glândulas adrenais

Neurótica


Depressão, impulsos suicidas, crises de choro, confusão mental, falta de concentração, dificuldade em verbalizar; pode significar elevação de progesterona e possível aumento do hormônio andrógeno; também é bom ver se há intoxicação por chumbo

Comilona


Apetite voraz, necessidade incontrolável de comer açúcar, sensação de cansaço, palpitações, dor de cabeça e até desmaios; isto costuma indicar hipoglicemia reativa

Pluriapta


Apresenta vários dos sintomas mencionados e inclui um ou mais dos seguintes: acne, gases, constipação, diarréia, enjôo, vômito, dor nas costas e problemas respiratórios






Eduardo Antônio
Terapeuta Floral
21-7285-5411  
Skype: eduardo.terapeuta
e-mail: reiki_edu@yahoo.com.br

Atendimento com hora marcada

Nenhum comentário: